Monsanto Universidades

Nós, chefes de Estado e de Governo dos 21 países ibero-ameri 7477

Nós, chefes de Estado e de Governo dos 21 países

ibero-americanos, reunidos na XIII Conferência Ibero-Americana, na

cidade de Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, reiteramos o nosso propósito

de continuar a fortalecer a Comunidade Ibero-Americana de Nações como

fórum de diálogo, cooperação e concertamento político, aprofundando os

vínculos históricos e culturais que nos unem, e admitindo, ao mesmo

tempo, as características próprias de cada uma das nossas múltiplas

identidades, que permitem reconhecer-nos como uma unidade na

diversidade.

            Estamos conscientes de que a exclusão social é um problema

de caráter estrutural com profundas raízes históricas, econômicas e

culturais, cuja superação exige profunda transformação das nossas

sociedades atingidas pela desigualdade na distribuição da riqueza.

Reconhecemos a urgente necessidade de implementar políticas públicas de

diminuição da pobreza e de aumento da participação dos cidadãos de todos

os setores da população, excluídos da definição das políticas sociais,

dos processos decisórios e do controle e fiscalização dos recursos

financeiros consignados a tais políticas, de forma que eles sejam os

atores do seu próprio processo de desenvolvimento. Assim, poderemos

assegurar seu maior acesso à terra, às fontes de trabalho, à melhor

qualidade de vida, à educação, à saúde, à habitação e a outros serviços

básicos.

            Os chefes de Estado e de Governo dos países ibero-americanos

subscrevem a presente declaração, em dois textos originais na língua

espanhola e na língua portuguesa, ambas igualmente válidas, na cidade de

Santa

Cruz de la Sierra, aos 15 dias de novembro do ano de 2003.

Na trilha de Salvador: a inclusão social pela via do trabalho decente. Brasília: MTE, Assessoria Internacional, 2004, p. 27, 30 e 35 (com adaptações).

Quanto aos sentidos e aos aspectos estruturais e lingüísticos do texto acima, julgue o item subseqüente.

O trecho "a outros serviços básicos" poderia ser corretamente reescrito da seguinte forma: à outros serviços básicos, ou seja, com sinal indicativo de crase.

Questão no QuestionsOf: Nós, chefes de Estado e de Governo dos 21 países ibero-ameri 7477

Questões similares